Às Vezes Somos de Mais

by Guilherme & Alquimistas

/
  • Streaming + Download

    Purchasable with gift card

     

1.
2.
3.
03:32
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.

about

«De projeto pessoal a banda rock, Guilherme Abreu & Alquimistas estreiam-se com um álbum muito bem conseguido. Entre o rock clássico de riffs bem marcados e sonoridades mais contemporâneas povoadas por linhas melódicas e introspetivas, destacam-se os ritmos apelativos das primeiras e as letras poéticas das segundas.
T.R.A.», in Jornal Notícias, 15 de Outubro de 2011.

credits

released September 12, 2011

license

all rights reserved

tags

about

Guilherme & Alquimistas Porto, Portugal

Guilherme Abreu é um cantautor que se caracteriza pela intensidade e acutilância que imprime às suas composições. De algum modo traduzindo as suas experiências como psicoterapeuta, as suas melodias e líricas transportam-nos para o universo pessoal.

contact / help

Contact Guilherme & Alquimistas

Streaming and
Download help

Report this album or account

Track Name: Às Vezes Somos de Mais
Como um rio preso que às vezes se solta
Às vezes vamos pelo centro às vezes à volta
Todos nós erramos todos não gostamos de errar
Às vezes tão bons às vezes tão maus

Todos somos iguais, todos somos iguais
Às vezes somos de menos, às vezes somos de mais
De mais

Como uma porta aberta que às vezes se fecha
Como alguém perdido que às vezes se encontra
Todos nós sofremos todos não queremos sofrer
Às vezes tão doces às vezes cruéis

Todos somos iguais, todos somos iguais
Às vezes somos de menos, às vezes somos de mais
De mais

Dizes que vens, dizes que vais fugir
Corres por dentro não tentas sair
Dizes que vais bem,
dizes que tudo tens para ter, para ver, para ser
Corres pela vida, tentas vencer

Oh…

Todos somos iguais, todos somos iguais
Às vezes somos de menos, às vezes somos de mais
De mais
Track Name: Deixa-me Acreditar
Sim, somos aqueles que têm de amar
Sim, temos o mundo para mudar
Não temos mais nada a perder
Pois, fomos eleitos para viver.

Tenho que te contar, tenho que te falar,
Nós nunca vamos sós.

Sim, somos aqueles que têm de unir
Sim, temos tanto por construir.

Tenho que te contar, tenho que te falar,
Pois, nós temos os dias que passam
e os tempos que vão mudar.

Não venhas tarde, deixa-me acreditar
que o mundo é um bom lugar,
e que eu vou estar, vou estar, a teu lado.

Sim, somos, aqueles que têm de olhar
Sim, temos tanto por encontrar
Não temos mais nada a perder
Pois, fomos eleitos para viver.

Tenho que te contar, tenho que te falar,
Pois, nós temos os dias que passam
e os tempos que vão mudar.

Não venhas tarde, deixa-me acreditar
que o mundo é um bom lugar,
e que eu vou estar, vou estar, a teu lado.
Nunca é tarde para acreditar
que tens o teu lugar,
e que eu vou estar, vou estar, a teu lado.

Sim, somos aqueles que têm de amar.
Track Name: Ao Fundo
Tudo começa com a dor,
de saber que estás perto meu amor.
Nada começa sem um fim,
tudo o que encontro está dentro de mim.

Eu sei, eu sei,
se chamares por mim eu vou,
se chamares por mim:

Eu vou abaixo, vou ao fundo,
vou por ti ao fim do mundo.
Eu vou abaixo, vou ao fundo,
vou por ti ao fim do mundo.

Quando estou perto de ti,
eu estou tão perto de mim.

Eu sei, eu sei,
se chamares por mim eu vou,
se chamares por mim:

Eu vou abaixo, vou ao fundo,
vou por ti ao fim do mundo.
Eu vou abaixo, vou ao fundo,
vou por ti ao fim do mundo.

Buscar a razão de te amar,
buscar a razão de te amar:
Assim tanto, assim tanto.

OH,oh oh. OH,oh oh.

Buscar a razão de te amar,
buscar a razão de te amar:
Assim tanto, assim tanto, assim tanto.

Eu vou abaixo, vou ao fundo,
vou por ti ao fim do mundo.
Eu vou abaixo, vou ao fundo,
vou por ti ao fim do mundo.
Track Name: Aquele Lugar é Nosso
Não queres ser mais nem homem nem mulher,
Nem tudo o que o tempo quiser
Voltas aos dias dos dias, procuras um dia qualquer

Mas aquele lugar é nosso
Foi conquistado com o nosso sangue com o nosso suor
Nos tempos em que os dias e os ventos corriam a nosso favor.

Julgas que os dias te passam, Sentes que as noites te fogem,
Corres pelas tuas alegrias, Foges das tuas nostalgias

Mas aquele lugar é nosso
Foi conquistado com o nosso sangue com o nosso suor

Sinto crescer água na boca, volto aos medos que passam,
Sigo sem princípio nem fim, volto para longe de mim.

Mas aquele lugar é nosso
Foi conquistado com o nosso sangue com o nosso suor

Não quero viver mais, não quero viver mais sem ti.
Não quero viver mais, não quero viver mais sem ti.

Julgas que o teu calor, o tempo é mais do que a dor

Mas aquele lugar é nosso
Foi conquistado com o nosso sangue com o nosso suor
Nos tempos em que os dias e os ventos corriam a nosso favor.
Track Name: Num Labirinto
Vejo casas que persigo em mim,
vou para o centro e não consigo ter fim,
Corro o risco de não saber chegar,
volto ao mundo e quero tentar.

Tudo o que eu sei é que eu digo o que sinto.
Tudo o que eu sei é que eu vivo num labirinto.

Tudo o que eu sei, tudo o que eu dei, tudo o que eu sei.

Volto atrás e não consigo entender,
vou para o lado e fujo de ser.
È o mundo que não chega a parar,
vou em frente e quero mudar.

Tudo o que eu sei é que eu digo o que sinto.
Tudo o que eu sei é que eu vivo num labirinto.

Tudo o que eu sei, tudo o que eu dei, tudo o que eu sei.

É o fim que chega agora,
é o tempo que nunca mais passa,
Sigo em frente e vejo que demora.

Tudo o que eu sei é que eu digo o que sinto.
Tudo o que eu sei é que eu vivo num labirinto.
Tudo o que eu sei é que eu digo o que sinto.
Tudo o que eu sei é que eu vivo num labirinto

Labirinto, labirinto, labirinto,
Labirinto, labirinto, labirinto.
Labirinto, labirinto…
Track Name: Dá o Melhor de Ti
Nos dias difíceis em que tudo parece querer fugir de nós.
Nas noites que fogem, nos tempos que correm
tudo parece querer fugir.
Sempre que estejas perdido, caído,
sem saber o que tens de ser.
Sempre que os olhos te pesem, se turvem
e tudo parece querer cair.

Dá o melhor de ti, dá o melhor de ti, dá o que tens de ti.

Quando tudo parece cinzento, tudo parece como tinha de ser.
Quando tu sentes que o mundo é diferente daquilo que vês
e nada muda em ti.

Dá o melhor de ti, dá o melhor de ti, dá o que tens de ti.
Track Name: É Tão Bonito Amar
Quantas estrelas tem o céu, quantas noites tem o dia,
Para dar, para ser, para gostar de viver.

Diz-me se tens andado só, ou tens sentido o calor,
De te ter no lugar.

E é tão bonito amar e ver a luz do dia.
E é tão bonito amar e ver a alegria.

Quantos tempos tens de errar, quantas noites tens de amar,
Para seres o teu rei, para viveres como eu te ensinei.

E é tão bonito amar e ver a alegria.
E é tão bonito amar e ver a luz do dia.

E é tão bonito amar e ver a alegria.
E é tão bonito amar e ver a luz do dia.
Track Name: Aquilo Que Deus Nos Deu
Abre as janelas da tua solidão,
Deixa que o mundo entre pelo coração.
Não tenhas medo de te conhecer.
A vida foi feita para viver.

Pode ser, tudo pode ser tão bom aqui.
Podes ter, o mundo todo para ti.

É tudo teu, é tudo meu, é tudo aquilo que Deus nos deu.
O mundo é teu, o mundo é meu,
o mundo é luz que Deus nos deu.
Que Deus nos deu.

Abre a dor da tua solidão,
Tu tens em ti a tua solução.
Não tenhas medo de te entregar.
A vida foi feita para dar.

Pode ser, tudo pode ser tão bom aqui.
Podes ter o mundo todo para ti.

É tudo teu, é tudo meu, é tudo aquilo que Deus nos deu.
O mundo é teu, o mundo é meu,
o mundo é luz que Deus nos deu.
Que Deus nos deu.

Palavras boas nunca são de mais,
Os teus sonhos podem ser reais.
O teu mundo é todo para ser.
A vida foi feita para viver.

É tudo teu, é tudo meu, é tudo aquilo que Deus nos deu.
O mundo é teu, o mundo é meu,
o mundo é luz que Deus nos deu.
É tudo teu, é tudo meu, é tudo aquilo que Deus nos deu.
O mundo é teu, o mundo é meu,
o mundo é luz que Deus nos deu.

Que Deus nos deu, Que Deus nos deu
Que Deus nos deu, Que Deus nos deu
Que Deus nos deu, Que Deus nos deu
Que Deus nos deu, Que Deus nos deu
Track Name: Não, Não Foi em Vão
Diz-me quem nos conduz, quem nos engana, quem nos reduz,
quem nos proclama, aquilo que somos, aquilo que queremos.

Tudo aquilo que eu dei, foi o que eu sei, foi o que amei,
foi o que errei, foi o que sinto, foi o que sou

Não, não foi em vão, não foi em vão que eu te amei

Tudo aquilo que somos, é o que vemos, o que propomos,
daquilo que amamos, do que erramos, do que sentimos.

Tudo aquilo que eu dei, foi o que eu sei, foi o que amei,
foi o que errei, foi o que sinto, foi o que sou

Não, não foi em vão, não foi em vão que eu te amei
Que eu te amei, Que eu te amei

Diz-me quem nos conduz, quem nos engana, quem nos reduz,
quem nos proclama, aquilo que somos, aquilo que queremos.

Tudo aquilo que eu dei, foi o que eu sei, foi o que amei,
foi o que errei, foi o que sinto, foi o que sou

Não, não foi em vão, não foi em vão que eu te amei

O meu amor é como uma vaga, às vezes vem às vezes vai,
O meu amor é como uma vaga, às vezes não às vezes tem,

Mas nunca, nunca, nunca, nunca se acaba.
Mas nunca, nunca foi em vão que eu te amei.

Que eu te amei, Que eu te amei,
Que eu te amei, Que eu te amei.
Track Name: Chama da Verdade
Chamas que consomem todo o vazio,
Sonhos que preenchem todo meu ser,
Crianças que brincam no fundo de um rio,
Aquecem por dentro as noites de frio.

Homens mais perto do céu,
Anjos que largam o véu,
Fogo envolvente que aquece e arrepia,
E transforma o desejo em sabedoria.

É que eu sou eu, tu és meu, eu sou teu,
juntos somos uma só vontade.
O que eu te dou, o que eu sou, tudo é verdade

Chama da verdade,
chama da verdade que nos consome e nos invade,
chama da verdade.

Sei tudo,
o que te consome é ficares mudo,
e não saberes como és,
e não saberes para onde vais
e que és melhor quando cais.

É que eu sou eu, tu és meu, eu sou teu,
juntos somos uma só vontade.
O que eu te dou, o que eu sou, tudo é verdade

Chama da verdade…

Viajar é procurar-te, é sentir-te e encontrar-te no meu lugar

É que eu sou eu, tu és meu, eu sou teu,
juntos somos uma só vontade.
O que eu te dou, o que eu sou, tudo é verdade.

Chama da verdade,
chama da verdade...
Track Name: O Calor da Voz
Porque que o mundo não é sempre igual,
O teu calor, a tua presença é fundamental.
Quantos filmes tens tu de ver, tens de fazer.
Para finalmente seres, o teu actor principal.

Dá-me o calor da tua voz. Dá-me o calor de sermos nós.

Agora segue em frente, tens aqui a tua gente, vamos mudar.
Eu queria ter um mundo melhor, com o teu calor.
Segue o movimento, ouve a tua voz, sente o teu sabor.
Só tu podes revelar aquilo que é teu.

Dá-me o calor da tua voz. Dá-me o calor de sermos nós.

Há quanto tempo eu espero por ti.
Não vês que o mundo não anda sem ti,
sem mim, sem nós.

Dá-me o calor da tua voz. Dá-me o calor de sermos nós.

Tudo é diferente quando tu queres, quanto tu vens.
Track Name: Onde Tenho de Ir
Sinto o momento em que a luz chegou.
E o tempo é pensamento e tudo nos conduz.
Aceito sem condição tudo aquilo o que sou
Entrego a minha dor e abraço a minha cruz

Eu vou chegar e vou perder-me em mim.
Eu vou sentir o lugar onde tenho de ir.

E sigo com o vento onde houver p’ra ir.
A luz tocou em mim.

Eu vou chegar e vou perder-me em mim.
Eu vou sentir o lugar onde tenho de ir.

Onde tenho de ir, onde tenho de ir, onde tenho de ir.

If you like Guilherme & Alquimistas, you may also like: